O Portal Negro e a queda de Stormwind

Capítulo 4.1 . The Dark Portal and the Fall of Stormwind

Warcraft Lore . Alliance and Horde: The Dark Portal and the fall of Stormwind

Enquanto Kil’jaeden preparava a Horda para a invasão de Azeroth, Medivh continuava a luta por sua alma com Sargeras. O Rei Llane, nobre monarca de Stormwind, sempre foi cauteloso com relação às trevas que pareciam macular o espírito de seu irmão de alma. Ele compartilhou sua preocupação com Anduir Lothar, o último descendente da linhagem Arathi, que havia sido nomeado seu general de armas. Ainda assim, nenhum dos dois poderiam imaginar que o enlouquecimento de Medivh os levariam aos horrores que estavam por vir.

Como último incentivo, Sargeras prometeu conceder grandes poderes à Gul’dan se ele concordasse em liderar a Horda em Azeroth. Através de Medivh, Sargeras contou ao Warlock que ele se transformaria em um deus vivo se encontrasse a tumba submarina em que a Guardiã Aegwynn havia selado seu corpo destroçado à cerca de cem anos atrás. Gul’dan aceitou e decidiu procurar a tumba lendária assim que derrotasse os cidadãos de Azeroth, e clamaria então sua recompensa. Certo de que a Horda serviria à seus propósitos, Sargeras ordenou o início da invasão.

Através de esforços combinados, Medivh e os Warlocks do Shadow Council abriram o portal dimensional conhecido como Dark Portal (Portal Negro). Esse portal cruzava a distância entre Azeroth e Draenor, e era grande o bastante para que exércitos inteiros pudessem atravessá-lo. Gul’dan enviou batedores pelo portal para inspecionar as terras que iriam conquistar. Os batedores retornaram assegurando ao Shadow Council que Azeroth estava pronto pra ser tomado.

Ainda convencido de que a corrupção de Gul’dan destruiria seu povo, Durotan se expressou contra os Warlocks mais uma vez. O bravo guerreiro afirmava que os Warlocks destruiriam a pureza de espírito dos Orcs e que essa ousada invasão seria sua queda. Gul’dan, incapaz de arriscar assassinar um herói tão popular, foi forçado a exilar Durotan e seu Frostwolf clan nos confins do novo mundo.

Após os exilados Frostwolves passarem pelo portal, somente alguns clans os seguiram. Esses Orcs rapidamente construíram uma base de operações em Black Morass, um escuro e pantanoso território distante ao leste do reino de Stormwind. Quando os Orcs começaram a se dividir e explorar as novas terras, entraram em imediato conflito com os defensores humanos de Stormwind. Apesar dessas disputas terminarem quase sempre muito rapidamente, elas podiam mostrar forças e fraquezas das duas espécies rivais. Llane e Lothar estavam impossibilitados de reunir dados precisos sobre a quantidade de Orcs e podiam apenas imaginar o tamanho da força que estavam pra enfrentar. Depois de alguns anos, a maioria dos Orcs da Horda já haviam partido pra Azeroth, e Gul’dan considerava que era hora de desferir o primeiro ataque à humanidade. A Horda se lançou com toda sua força contra o desavisado reino de Stormwind.

Com as tropas de Azeroth e da Horda em guerra, conflitos internos começaram a surgir dos dois lados. O Rei Llane, que acreditava que os selvagens Orcs eram incapazes de conquistar Azeroth, expressava desdenhosamente seu ponto de vista na capital. Contudo, Sir Lothar estava convencido de que a batalha deveria ser levada diretamente ao inimigo, e ele estava forçado a escolher entre suas convicções e sua lealdade ao rei. Escolhendo seguir seus instintos, Lothar invadiu Karazhan, a torre de Medivh, com a ajuda de seu jovem aprendiz de mago, Khadgar. Ele e Lothar tiveram sucesso em derrotar o Guardião possuído, que eles confirmaram ser a fonte do conflito. Ao matar o corpo de Medivh, Lothar e seu jovem aprendiz sem querer baniram o espírito de Sargeras ao abismo. Como consequência, o puro e virtuoso espírito de Medivh também poderia agora viver… e vagar pelo plano astral por muitos anos que se seguiriam.

Apesar da derrota de Medivh, a Horda continuou a dominar as defesas de Stormwind. Com a vitória da Horda se aproximando, Orgrim Doomhammer, um dos maiores chefes Orcs, começou a enxergar a depravação que havia dominado as tribos desde os tempos em Draenor. Seu antigo amigo, Durotan, retornou do exílio e o advertiu novamente sobre a traição de Gul’dan. Em rápida retaliação, os assassinos de Gul’dan mataram Durotan e sua família, deixando somente seu jovem filho vivo. O que Doomhammer não sabia era o fato de que o filho de Durotan havia sido encontrado pelo oficial humano Aedelas Blackmoore, e levado como escravo. O jovem um dia se tornaria o maior líder Orc já visto.

Impulsionado pela morte de Durotan, Orgrim partiu para a libertação da Horda de sua influência demoníaca e finalmente assumiu o posto de líder da Horda, assassinando Blackhand, o fantoche de Gul’dan. Sob sua liderança decidida, a implacável Horda finalmente cercou o Quartel de Stormwind. O rei Llane havia subestimado demais o poder da Horda, e observou sem poder reagir, a tomada de seu reino pelos invasores de pele verde. Ao final o rei Llane foi morto por um dos melhores assassinos do Shadow Council, a meio-orc Garona.

Lothar e seus guerreiros, retornando de Karazhan, esperavam suprir as perdas e salvar sua outrora gloriosa cidade. Ao invés disso, eles retornaram muito tarde, e encontraram seu amado reino em fumegantes ruínas. A Horda continuou a devastar os campos e a reinvindicar as terras pra si. Forçados a se esconderem, Lothar e seus companheiros juraram recuperar sua cidade natal à qualquer custo.

Próximo Capítulo: A Aliança de Lordaeron

Wow Lore

Tradução: Éric Coutinho

.

Clique pra curtir a página no Facebook

Comenta aí embaixo pra compartilhar no Facebook!

You may also like...

4 Responses

  1. Overcast@Warsong says:

    Parabéns pela sequência de posts, o lore do wow é muito rico.

    Apenas uma correção, quem sobreviveu foi o filho de Durotan. (Thrall)

    Abraço.

  2. Knetus says:

    o erro continua “os assassinos de Gul’dan mataram Durotan e sua família, deixando somente seu jovem filho vivo. O que Doomhammer não sabia era o fato de que o irmão de Durotan havia sido encontrado pelo oficial humano Aedelas Blackmoore, e levado como escravo.” substituiu no comeco o irmao por filho, porem embaixo, ainda diz q o irmao foi encontrado por Aedelas. e nao o Filho

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *