O Nascimento do Lich King

Capítulo 4.4 . The Birth of the Lich King

Warcraft Lore . Alliance and Horde: The Birth of the Lich King

Ner’zhul e seus seguidores chegaram ao Twisting Nether, o plano etéreo que conecta todos os mundos existentes no Grande Vazio. Infelizmente Kil’jaeden e seus agentes demoníacos estavam esperando por eles. Kil’jaeden, que havia jurado vingança contra Ner’zhul por seu orgulhoso desafio, despedaçou o corpo do velho Shaman lentamente, pedaço por pedaço. Kil’jaeden manteve o espírito do Shaman vivo e intacto, mas deixava um doloroso aviso a Ner’zhul, diante de seu corpo grosseiramente desmembrado. Apesar das súplicas de Ner’zhul para que o demônio deixasse seu espírito voltar ao corpo, garantindo sua morte, o demônio repetia severamente que o pacto de sangue que fizeram no passado ainda vigorava, e que Ner’zhul tinha um propósito a servir.

O fracasso dos Orcs na dominação do mundo para a Burning Legion forçou Kil’jaeden a criar um novo exército para levar o caos aos reinos de Azeroth. Esse novo exército não poderia falhar diante das mesmas tolas rivalidades e lutas internas que contaminaram a Horda. Eles deveriam ser impiedosos e concentrados nessa missão. Desta vez, Kil’jaeden não poderia falhar.

Mantendo o espírito de Ner’zhul em suspensão, Kil’jaeden deu-lhe uma última chance de servir à Legião ou sofrer eterno tormento. Novamente, Ner’zhul imprudentemente concordou com o pacto demoníaco. O espírito de Ner’zhul foi colocado em uma espécie de bloco compacto de gelo inquebrável, trazido de longínquos recantos do Twisting Nether. Encapsulado em sua prisão de gelo, Ner’zhul sentiu sua consciência se expandir dez mil vezes mais. Pervertido pelos poderes caóticos do demônio, Ner’zhul se tornou um ser espectral de inomináveis poderes. Nesse momento, o orc conhecido como Ner’zhul partiu para sempre, e nascia o Lich King.

Os leais Death Knights (Cavaleiros da Morte) de Ner’zhul e os seguidores de Shadowmoon também foram transformados pelas energias caóticas do demônio. Os perversos feiticeiros foram destruídos e recriados como Liches (uma espécie de líder cadavérico, mágo morto-vivo). Os demônios haviam assegurado que, mesmo depois da morte, os seguidores de Ner’zhul o serviriam sem questionar.

Quando chegou a hora, Kil’jaeden explicou a missão pela qual ele havia criado o Lich King. Ner’zhul espalharia uma praga de morte e terror por sobre Azeroth, que iria expurgar a civilização humana para sempre. Todos aqueles que morressem pela temida praga renasceria como Undead, e seus espíritos estariam ligados à vontade de Ner’zhul para sempre. Kil’jaeden prometeu a Ner’zhul que se ele completasse sua sinistra missão de expurgar a humanidade do mundo, ele seria libertado de sua maldição e teria um novo corpo saudável para habitar. Apesar de Ner’zhul estar de acordo e visivelmente ansioso em fazer sua parte, Kil’jaeden permaneceu cético à respeito de sua lealdade. Manter o Lich King sem corpo e preso ao bloco de gelo asseguraria sua boa conduta por algum tempo, mas o demônio sabia que deveria manter vigilância sobre ele. Para isso, Kil’jaeden convocou a elite de sua guarda demoníaca, os vampíricos Dreadlords, para policiar Ner’zhul e assegurar o cumprimento de sua tarefa sinistra. Tichondrius, o mais poderoso e astuto dos Dreadlords, aceitou o desafio; ele estava fascinado pela crueldade da praga e pelo desenfreado potencial do Lich King para o genocídio.

Próximo Capítulo: Icecrown e o Trono de Gelo

Wow Lore

Tradução: Éric Coutinho

.

Clique pra curtir a página no Facebook

Comenta aí embaixo pra compartilhar no Facebook!

You may also like...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *