Aegwynn e a Caça aos Dragões

Capítulo 2.6 . Aegwynn and the Dragon Hunt

Enquanto os atritos políticos e rivalidades cresciam entre as sete nações humanas, a linhagem dos Guardiões mantinha constante vigilância contra o caos. Existiram muitos Guardiões ao longo do tempo, mas apenas um por vez carregava os poderes mágicos de Tirisfal. Um dos últimos que existiram, considerava a si mesma como uma poderosa guerreira contra as trevas. Aegwynn, uma impetuosa humana, ganhou a aprovação da Ordem e recebeu o manto de Guardião. Aegwynn trabalhou vigorosamente na caçada e destruição de demônios onde quer que os encontrasse, mas ela sempre questionou a autoridade masculina dominante no Conselho de Tirisfal. Ela acreditava que os elves anciãos e os humanos idosos que presidiam o conselho eram demasiadamente rígidos de pensamento e não tinham visão a longo prazo para colocar um fim no conflito contra o caos. Impaciente com relação à longas discussões e debates, ela ansiava provar seu próprio valor aos seus iguais e superiores, e como resultado, frequentemente escolhia a valentia em lugar da sabedoria, em situações críticas.

Conforme foi se tornando mestre dos poderes cósmicos de Tirisfal, Aegwynn tomou conhecimento de certo número de poderosos demônios que espreitavam o gélido continente de Northrend ao norte. Viajando para o norte distante, Aegwynn rastreou os demônios pelas montanhas. Lá, ela desconfiou que os demônios estavam caçando um dos últimos dragões sobreviventes e drenando suas energias mágicas. Os poderosos dragões, que fugiam da eterna marcha de progresso das sociedades mortais, se encontravam em posição de igualdade perante a magia negra da Legião. Aegwynn confrontou os demônios, e com a ajuda dos nobres dragões, os destruiu. Porém, assim que o último demônio foi banido do mundo mortal, um estrondoso trovão irrompeu ao norte. Um enorme vulto negro apareceu no céu acima de Northrend. Sargeras, o rei dos demônios e mestre da Burning Legion, apareceu diante de Aegwynn, exalando energia infernal. Ele avisou à jovem Guardiã que o tempo de Tirisfal estava chegando ao fim, e então o mundo se curvaria diante do ataque da Legião.

A orgulhosa Aegwynn, acreditando que fosse páreo para o deus ameaçador, lançou seus poderes em direção ao avatar de Sargeras. Com facilidade desconcertante, Aegwynn golpeou o lorde das trevas e obteve sucesso, destruindo sua carcaça física. Temendo que o espírito de Sargeras o revivesse, a ingênua Aegwynn encerrou sua carcaça em destroços em um dos antigos salões de Kalimdor que haviam sido tragados para o fundo do mar quando o Well of Eternity implodiu. Aegwynn jamais saberia que havia feito exatamente o que Sargeras planejara. Inadvertidamente ela havia selado o destino do mundo mortal, em favor de Sargeras, que no momento da morte de seu corpo físico, transferiu seu espírito para o corpo enfraquecido de Aegwynn. Sem que ela soubesse, Sargeras permaneceria oculto nos recônditos de sua alma por muitos anos.

Próximo Capítulo: A Guerra dos Três Martelos

Wow Lore

Tradução: Éric Coutinho

.

Clique pra curtir a página no Facebook

Comenta aí embaixo pra compartilhar no Facebook!

You may also like...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *