A Invasão de Draenor

Capítulo 4.3 . The Invasion of Draenor

Warcraft Lore . Alliance and Horde: The Invasion of Draenor

Enquanto as chamas da Segunda Guerra se apagavam, a Aliança dava passos agressivos para conter a ameaça Orc. Um grande número de campos de concentração, que serviam pra abrigar prisioneiros Orcs, foram construídos ao sul de Lordaeron. Mantidos pelos Paladins e por soldados veteranos da Aliança, os campos mostraram ser um grande sucesso. Apesar dos Orcs estarem tensos e ansiosos para guerrear novamente, os camp wardens (líderes dos campos de concentração), que ficavam na antiga prisão-fortaleza de Durnholde, mantinham a paz e um rígido semblante de ordem.

Contudo, no mundo infernal de Draenor, um novo exército Orc preparava um ataque surpresa à Aliança. Ner’zhul, antigo mentor de Gul’dan, dirigia os Orcs remanescentes sob seu negro estandarte. Apoiado pelo Shadowmoon clan, o velho Shaman planejava abrir uma série de portais em Draenor, que poderiam levar a Horda para novos e imaculados mundos. Para criar tais portais, ele precisava de diversos artefatos mágicos encontrados em Azeroth (O Livro de Medivh, o Cetro de Sargeras, o Olho de Dalaran e o Crânio de Gul’dan). Para encontrá-los, Ner’zhul reabriu o Dark Portal e enviou seus ávidos servos por ele.

Grom HellscreamA nova Horda, liderada por chefes de clans veteranos como Grom Hellscream e Kilrogg Deadeye (do Bleeding Hollow clan), surpreendeu as forças defensivas da Aliança e abriu caminho pelos campos. Sob o comando preciso de Ner’zhul, os Orcs rapidamente recolheram os artefatos que precisavam e retornaram à segurança de Draenor.

O Rei Terenas de Lordaeron, convencido de que os Orcs preparavam uma nova invasão à Azeroth, reuniu seus mais confiáveis generais. Ele designou o General Turalyon e o Archmage Khadgar para liderar uma expedição pelo Dark Portal, e colocar um fim na ameaça Orc de uma vez por todas. As tropas de Turalyon e Khadgar marcharam em direção à Draenor e se confrontaram repetidas vezes com as tribos de Ner’zhul na devastada Hellfire Peninsula. Mesmo com a ajuda da High Elf Alleria Windrunner, o Dwarf Kurdran Wildhammer, e o soldado veterano Danath Trollbane, Khadgar não conseguiu impedir Ner’zhul de abrir seus portais para outros mundos.

Ner’zhul finalmente abriu seus portais para outros mundos, mas não podia prever o terrível preço que pagaria. As enormes energias dos portais começaram a distorcer a realidade de Draenor e despedaçá-lo. Enquanto as forças de Turalyon lutavam desesperadamente para retornar à Azeroth, o mundo de Draenor se deformava. Grom Hellscream e Kilrogg Deadeye, imaginando que os planos malignos de Ner’zhul iriam aniquilar toda a sua raça, reuniram os sobreviventes e fugiram para o relativamente seguro mundo de Azeroth.

Em Draenor, Turalyon e Khadgar decidiram fazer um último sacrifício, destruindo o Dark Portal em Draenor. Apesar de saberem que isso custaria suas vidas e a de seus companheiros, eles também sabiam que essa era a única forma de garantir a sobrevivência de Azeroth. Enquanto Hellscream e Deadeye forçavam sua passagem entre as fileiras humanas em uma desesperada tentativa de sobreviverem, o Dark Portal explodiu à retaguarda. Para eles, e os sobreviventes Orcs em Azeroth, não haveria retorno.

Ner’zhul e seu leal Shadowmoon clan passaram pelo maior dos novos portais criados, enquanto massivas erupções vulcânicas dividiam o continente. Os mares em chamas cobriram a paisagem quando o mundo torturado foi finalmente consumido em uma explosão apocalíptica.

Próximo Capítulo: O Nascimento do Lich King

Wow Lore

Tradução: Éric Coutinho

.

Clique pra curtir a página no Facebook

Comenta aí embaixo pra compartilhar no Facebook!

You may also like...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *